Dicas de Contratação

Dicas de Contratação

7 dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde:

1) Operadora de Planos de Saúde

Verifique se a Operadora escolhida está cadastrada na ANS e se o plano a ser contratado está devidamente registrado. Para isso, ligue para o DISQUE-ANS: 0800 701 9656 ou consulte www.ans.gov.br

2) Tipo de Plano

Observe se o plano escolhido atende às suas necessidades de cobertura.

 

Plano ambulatorial

Inclui os atendimentos de consultas, em número ilimitado, e os procedimentos diagnósticos e terapêuticos para os quais não seja necessária a internação hospitalar.

 

Plano hospitalar sem obstetrícia

Inclui os atendimentos e procedimentos realizados durante a internação hospitalar inclusive as cirurgias odontológicas buco-maxilares. Este plano não tem cobertura ambulatorial.

 

Plano hospitalar com obstetrícia

Além do que está incluído no plano sem obstetrícia, o plano com obstetrícia inclui os procedimentos relacionados ao parto. É garantido o atendimento ao recém-nascido, por 30 dias, assim como sua inscrição como dependente sem cumprimento de carências.

As operadoras podem, ainda, oferecer combinações desses diferentes planos, por exemplo: plano hospitalar + plano odontológico ou ainda, plano ambulatorial + plano hospitalar.
O mais comum é a combinação Ambulatorial, Hospitalar com Obstetrícia, ou seja, Consultas, Exames e Internações sem limite para utilização, incluindo o Parto.

3) Abrangência Geográfica

Avalie bem se você precisa de um plano de saúde que atenda apenas em sua cidade ou se você precisa de atendimento em várias outras cidades, nacional ou até mesmo internacional.

Caso você faça a opção pelo plano Local ou Regional, importante estar ciente que somente terá atendimento fora desta área, nos casos de urgência e emergência (risco de vida), e dentro da rede de credenciados disponibilizada pela Operadora.

4) Rede Prestadora

É o conjunto de profissionais e estabelecimentos de saúde, credenciados ou referenciados pelas Operadoras ( profissionais de saúde, clínicas laboratórios e hospitais.

Analise a rede de médicos e clínicas ofertados no Plano que está contratando, na maioria das vezes as Operadoras possuem rede de credenciados diferenciadas para cada tipo de plano.

O ideal é ter pelo menos um hospital credenciado próximo à sua residência e/ou local de trabalho, para sua maior comodidade em casos de situações emergenciais.

5) Carências

 Este item requer uma atenção especial, pois determinará o período em que você não terá direito a algumas coberturas.

Os prazos máximos de carência estabelecidos pela Lei 9.656/98 são:
  • 24 horas para urgência e emergência (risco de vida)
  • 06 meses para as demais situações (consultas, exames, internações e cirurgias)
  • 10 meses para partos
  • 24 meses para as doenças e lesões preexistentes.

Os prazos de carências começam a ser contados do início da vigência do contrato, que em grande maioria não é a data de sua assinatura.

6) Declaração de Saúde

 No momento da contratação, a Operadora solicitará que você preencha uma Declaração de Saúde, formulário no qual o contratante deverá informar as Doenças ou Lesões de que saiba ser portador.

Se você toma medicamentos regularmente, consulta médicos por problemas de saúde cujo diagnóstico você conhece, se fez qualquer exame que identificou alguma doença ou lesão, esteve internado ou submeteu-se a alguma cirurgia, você deve declarar esta doença ou lesão.

Caso não declare, a Operadora poderá solicitar à ANS que julgue se houve fraude na hora da contratação e você poderá perder o seu plano.

7) Preços dos Planos de Saúde

Os preços variam de acordo com a idade, a cobertura, a rede credenciada, abrangência geográfica e percentual ou valor de fator moderador (co-participação ou franquia). Desconfie das vantagens exageradas ou de preços muito baixos.

back to top